domingo, 6 de março de 2016

LUAR

Veste-te de luar e abraça-me. 

Envolve-me no sereno calor dos teus braços de nuvem. 
Sussura-me a docura do mel, 
suavemente, 
devagar
até te derreteres em mim.
 
Embala-me e leva-me para lá do sonho, 
para lá de mim

e quando finalmente adormeçer... 
deixa o amanhã acontecer.



© Graça Costa