quinta-feira, 23 de julho de 2015

QUERO

Quero querer-te
como o querer quer a vontade
como a vontade chama o desejo
e o desejo a eternidade.

Quero querer-te
como a brisa quer a flor,
a flor quer uma aguarela,
e a primavera o esplendor da aurora.

Quero querer-te
com a chama do sentir
vindo das entranhas da alma,
ser poesia,
sementeira,
sol,
amendoeira
prenhe de florir.

Quero querer-te...
até à eternidade
em cada dia que passa

©Graça Costa

                                                                            Agnes Cecile