segunda-feira, 22 de junho de 2015

VEM


Anda ver as estrelas,
as do céu
e as que me mareiam os olhos.

Vê como brilham na escuridão
como pirilampos assustados
em busca de colo.

Anda.
Abraça-me forte.

Deixa-me sentir o calor da pele,
arrepiada ao toque de outra pele.

Dou-te a minha paz e a minha guerra
o meu querer,
a minha fome,
o  meu desejo.

Desafio-te...

Adivinha-me o sentir
e atreve-te a  ficar.

©Graça Costa


                                                                Yuliya Vladkovska