quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

CAVALGANDO O DIA

Hoje o dia acordou com o sol na voz,
o esplendor dos aromas outonais
e a ousadia das promessas por cumprir.
Serviu-me gomos de magia
envoltos em doce de aroma
e despertou-me a fome
de ter a tua pele
na minha pele.
Cavalguei o dia e voei com ele
sacudindo o medo de ser abatida em pleno voo
e a amargura das horas que passo sem ti.
Não sei o que fazer a esta urgência de amar
a este doce recordar
sem nome nem idade
mas a que chamo saudade.
A tarde vai caindo
terna e sonolenta como um abraço.
Observo-a com o brilho nos olhos
para iluminar a noite
e o caminho
que te traga até mim.
Temos promessas por cumprir…

© Graça Costa
imagem da web